31 de agosto de 2009

Badminton para todas as idades

Esse vai começar cedo.

Técnica - Smash

Smash

O smash é o golpe mais ofensivo, e portanto, o mais importante do badminton. É o vencedor de rallies, o clímax de vários golpes anteriores. O sucesso do golpe depente de vários fatores, como o ponto de impacto da peteca, a alture desta, o timing, etc. Observar jogadores mais experientes é uma ótima prática para quem quer melhorar o desempenho.

Para acertar um smash, novamente prepare um clear defensivo. Se posicione mais atrás da peteca, acertando o golpe quando ela estiver quase em frente do seu rosto (a altura da peteca varia de acordo com o posicionamento do atleta em quadra. Um smash aplicado no fundo da quadra deverá acertar a peteca numa ponto mais alto do que em outro ponto).

Desloque-se em direção a peteca, para aproveitar a força do movimento do corpo. O golpe deverá ser forte, direcionado para baixo, devendo o jogador girar totalmente o pulso de modo que, no fim do movimento, a cabeça da raquete esteja totalmente voltada para baixo. Evite saltar para acertar a peteca, pois pode-se errar o tempo da peteca. Não tenha pena do adversário, desferindo o golpe com precisão e força.

Fonte: Confederação Brasileira da Badminton

30 de agosto de 2009

Vídeo - duplas (4)

Fágner (Frota) e Aldir x Pedro Ivo e Saulo - 2ª parte



Local: quadra da Tropical Center.

Regras

Já falei sobre o esporte aqui no blog, mas ainda não tinha feito um post com as regras. Perdoem a falha. Vou colocar um link com as regras completas do badminton na coluna lateral do blog, pra quem quiser baixar. O documento é no formato '.pdf'.

Baixe agora clicando aqui.

29 de agosto de 2009

Técnica - Drop-shot

Drop-shot

O drop-shot é um golpe ofensivo, dando ao jogador bons resultados com pouco dispêndio de energia.

Para enganar o oponente, faça a mesma movimentação usada no clear defensivo, acertando a peteca quando esta estiver exatamente em frente da sua cabeça, reduzindo a velocidade do braço num espaço pequeno antes de acertar a peteca (aproximadamente 30 cm), forçando esta a uma tragetória descendente, devendo cair, invariavelmete, logo após a rede, dificultando a recepção e a próxima jogada do adversário.

A velocidade do drop-shot pode variar dependendo do posicionamento na quadra. Um drop-shot rápido na rede é sempre difícil de se devolver.

Fonte: Confederação Brasileira de Badminton

Visita ao CETEBAC

A visita dos praticantes amapaenses de badminton, Pedro Ivo e Ivan Daniel, ao Centro de Treinamento Esportivo de Badminton Cometa, em Duque de Caxias-RJ, foi mencionada em dois blogs do Rio de Janeiro: no Blogminton e no blog do CETEBAC.

Para conferir basta entrar nos links abaixo:

http://blogminton.blogspot.com/2009/08/cometa-recebe-visitantes-do-amapa.html
http://cetebac.blogspot.com/2009/08/o-professor-claudio-oliveira.html

28 de agosto de 2009

Vídeo - duplas (3)

Fágner (Frota) e Aldir x Pedro Ivo e Saulo - 1ª parte



Local: quadra da Tropical Center.

27 de agosto de 2009

Quadra do Atual



Técnica - Clear

Clear

O clear é um golpe defensivo básico do badminton. Deve ser alto e profundo. Alto para evitar uma interceptação precoce, dando mais tempo para o jogador se reposicionar em quadra e, profundo, para dificultar a resposta do adversário.

Para acertar um clear defensivo, o jogador deve golpear a peteca quando esta estiver alta e um pouco a frente da sua cabeça, impulsionando a peteca para o fundo da quadra adversária, descrevendo-se uma parabola.

O golpe também pode ser usado para o ataque quando o adversário se encontra em posição desfavorável esperando outro tipo de golpe, como um smash ou um drop-shot. Para tanto, o jogador deve acertar a peteca, quando esta estiver caindo, um pouco mais a frente da sua cabeça do que no clear defensivo, fazendo a peteca voar mais rápida e reta, indo direto para o espaço descoberto no fundo da quadra do adversário.

Para uma melhor performance, sigas estas dicas:

Forehand Clear
1 - Use o corpo para ganhar mais força, combine o golpe com o movimento de virada da cintura;
2 - Direcione o clear para o canto do backhand do seu adversário, pois a maioria dos jogadores tem dificuldades de executar os golpes de backahand;
3 - Execute com perfeição o movimento de virada do pulso, isto dará mais velocidade para a peteca.

Backhand Clear
1 - Segure corretamente a raquete, colocando o dedão contra o grip da mesma, dando mais força no golpe;
2 - Coordene o golpe com o seu último passo, acerte a peteca enquanto o seu pé ainda estiver no ar, aproveitando o movimento do corpo no golpe.
3 - Corra, vire, acerte! Corra para a peteca, vire-se (este golpe deve ser dado de costas para a rede), e acerte o golpe com força e precisão.

Fonte: Confedeação Brasileira de Badminton

26 de agosto de 2009

Vídeo - duplas (2)

Alfredo e Aldir x Ivan Daniel e Ivan Felipe.



Local: quadra da Equipe de Badminton Elite.

25 de agosto de 2009

Equipe Cometa de Badminton

Os praticantes de badminton Ivan Daniel e Pedro Ivo estiveram recentemente no Rio de Janeiro e aproveitaram a oportunidade para visitar o Centro de Treinamento Esportivo de Badminton Cometa, em Duque de Caxias, na baixada fluminense. A equipe Cometa possui importantes atletas para o badminton do Rio, disputando alguns primeiros lugares nas diversas categorias do ranking organizado pela Federação de Badminton do estado.

Os amapaenses foram muito bem recebidos pelo prof. Cláudio Oliveira Santos, técnico e fundador do centro de treinamento e atual vice-presidente da Federação de Badminton do Rio de Janeiro, que preparou uma ótima demonstração do seu curso de capacitação em badminton. Foram também repassados aos visitantes apostilas com as leis do esporte, uma prova para formação de árbitros de badminton, além de CD e DVD com vídeos.

Alguns atletas reunidos especialmente para a ocasião fizeram uma pequena exibição de um treino da Equipe Cometa, com atividades educativas e recreativas, aquecimento com simulação de jogo, e finalmente a prática efetiva do esporte. Foram momentos de puro aprendizado, que serviram para modificar hábitos errados e melhorar a qualidade técnica dos praticantes amapaenses.

Ao final do proveitoso encontro, o prof. Cláudio presenteou os visitantes com petecas de pena de ganso e de nylon, e fez um convite para participarem do seu próximo curso de capacitação de badminton, que ocorrerá em dezembro deste ano em Aracaju, comemorando a abertura da Federação de Badminton de Sergipe. E os visitantes amapaenses retribuíram o convite e a atenção que lhes foi dada convidando o professor para ministrar seu curso também no Amapá, o que foi aceito de imediato.

Esperamos que em breve possamos oficializar a vinda do prof. Cláudio ao Amapá. Certamente seu curso será um sucesso aqui. Será a primeira vez que o badminton amapaense terá um evento deste tipo. Precisamos melhorar cada vez mais a qualidade técnica dos nossos praticantes. Pedro Ivo e Ivan Daniel voltaram do Rio muito satisfeitos com o que viram no excelente trabalho desenvolvido na Equipe Cometa de Badminton, e com a sensação de terem feito uma grande amizade.

24 de agosto de 2009

Técnica

Segurando a raquete:
- A raquete sempre deve ser segurada de forma a manter o pulso e o braço esticados e tencionados. Isso é particularmente importante quando sacando baixo e em lances próximos à rede.

Posição da raquete:
- Mantenha a cabeça da raquete bem para cima e pronta para qualquer tipo de golpe.

Pulso:
- Um pulso firme é usado no tênis, mas não no badminton. Mantenha o pulso solto para conseguir melhor desempenho nos golpes.

Alcance:
- A maioria dos golpes no badminton usa toda extensão do braço para alcançar a peteca.

Trabalho de pernas:
- É o mais importante fator para posicionar o corpo de forma a dar um golpe correto. Golpes de forehand e backhand devem ser feitos com o pé direito à frente. Todos os golpes altos de forehand devem ser feitos com o pé esquerdo à frente. Os golpes altos de backhand devem ser feitos com o pé direito à frente. Rapidez de movimentos, como se virar, são mais importantes do que correria. Passos curtos são melhores do que 'corridinhas'. Evite golpear tendo os dois pés virados na direção da rede.

Dissimulação:
- Em todos os golpes é fundamental que o jogador disfarce qual será a proxima jogada a ser realizada, executando um mesmo movimento para os mais variados golpes sempre que possível. Assim, o adversário nunca saberá, de antemão, qual será o próximo golpe usado.

Fonte: Confederação Brasileira de Badminton

23 de agosto de 2009

Vídeo - duplas (1)

Pedro Ivo e Fernando x Ivan Daniel e Ivan Felipe



Local: quadra da Equipe de Badminton Elite.

História

Foi na Índia que o Badminton nasceu, com o nome de Poona . Oficiais ingleses a serviço neste país gostaram do jogo e levaram-no para a Europa. O "poona" passou a se chamar Badminton quando, na década de 1870, uma nova versão do esporte foi jogada na propriedade de Badminton, pertencente ao Duque de Beaufort's, em Gloucestershire, Inglaterra.

Em 1934 foi fundada a Federação Internacional de Badminton (IBF), com nove membros: Canadá, Dinamarca, Escócia, França, Holanda, Inglaterra, Nova Zelândia e País de Gales. Sua sede se situa, logicamente, em Gloucestershire. Nos anos seguintes mais países se tornaram membros, especialmente após a estréia do esporte nas olimpíadas de Barcelona, em 1992. Hoje em dia, existem 130 países membros da IBF, e o número tende a crescer.

Existem, na atualidade, seis torneios principais promovidos pela IBF: Thomas Cup (campeonato mundial masculino de equipes), Uber Cup (campeonato mundial feminino de equipes), Sudirman Cup (equipes mistas), World Championship, World Juniors e World Grand Prix Finals.

A primeira vez em que o badminton figurou numa olimpíada, foi nos Jogos Olímpicos de 1974, em Munique, como um esporte de demonstração. Em Seul, 1988, o badminton foi jogado como esporte de exibição. O Comitê Olímpico reconheceu a magnitude do esporte, e promoveu o badminton, que a partir dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, passou a valer medalhas. A popularidade do esporte foi provada nesta ocasião, quando mais ou menos 1,1 bilhões de pessoas assistiram aos oito dias de competição na televisão.

Como era de se esperar, os países asiáticos conquistaram a maioria das medalhas em jogo. A Indonésia ganhou as medalhas de ouro, prata e bronze na categoria masculina simples, de ouro na categoria feminina simples e de prata na categoria masculina duplas. A Malásia levou o bronze na categoria masculina duplas. Nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, a categoria de duplas mistas foi incluída nas competições.

Em 1995 o Badminton foi incluído nos XII Jogos Pan-Americanos de Mar del Plata, Argentina, e foi jogado novamente, em 1999, nos XIII Jogos Pan-Americanos em Winnipeg, Canadá. Depois disso, a modalidade se firmou no evento sendo esporte que conta medalhas até hoje. Inclusive, em 2007 nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro o Brasil conquistou sua primeira medalha na competição. O feito histórico para o Badminton brasileiro foi conseguido pelo atletas Guilherme Kumasaka e Guilherme Pardo que conquistaram medalha de bronze na categoria de dupla masculina.

Fonte: Confederação Brasileira de Badminton

22 de agosto de 2009

Dia de jogo

Mais uma noite de badminton na melhor quadra de Macapá! (rsrsrsrsrsrs...)









Da esquerda para a direita:
Daniel, Ramid, Saulo, Alfredo, Monnya, Olinto, Wlad e Fred.

21 de agosto de 2009

Vídeo - individual (3)

Pedro Ivo e Ivan Felipe jogando uma partida individual (3ª parte).



Local: quadra da Equipe de Badminton Elite.

Técnica - Empunhadura

Empunhadura:

Forehand -> em geral a raquete deve ser empunhada como se o jogador estivesse apertando a mão com ela. Isso pode não parecer natural, mas com paciência e prática se tornará um hábito.



Backhand -> permita que a mão vire ligeiramente, colocando o dedão contra as costas do punho da raquete. Nos golpes de backhand a peteca deve entrar em contato com o lado oposto da cabeça da raquete.



Fonte: Confederação Brasileira de Badminton

20 de agosto de 2009

Dica de sites

Aqui em Macapá não encontramos material esportivo de Badminton nas lojas especializadas em esportes. Tudo temos que comprar fora e trazer pra cá, ou pela internet. Existem alguns sites com produtos excelentes, não tão completos, mas dá pra comprar o que precisamos. Vou listar aqui os que eu visito sempre, e que já comprei também:

Tennis Action
Pró Spin
Top-Spin
Power Tennis

Se souberem de mais algum deixem um comentário que eu adiciono.

(Atualizado em 30/08/2009)
Arco e Flecha

(Atualizado em 24/10/2009)
Terra do Esporte
Nelsports

(Atualizado em 06/11/2009)
Fast Play Eventos e Artigos Esportivos

(Atualizado em 12/12/2009)

(Atualizado em 26/03/2009)
Ace Sport

19 de agosto de 2009

Vídeo - individual (2)

Pedro Ivo e Ivan Felipe jogando uma partida individual (2ª parte).



Local: quadra da Equipe de Badminton Elite.

18 de agosto de 2009

Dificuldades do esporte no Amapá

O badminton é um esporte empolgante e apaixonante, que pode ser praticado por pessoas de todas as idades, e de qualquer porte físico. Para começar a praticar não é necessário um investimento financeiro considerável em material, existem raquetes que podem ser adquiridas a R$ 50,00. As petecas custam aproximadamente R$ 40,00 o tubo com seis unidades. É verdade que tudo deve ser comprado pela internet, já que não encontramos nas lojas especializadas em material esportivo da cidade, mas isso não é obstáculo para a prática do esporte no Amapá. O grande obstáculo mesmo é a falta de espaço físico.

Hoje a grande maioria dos praticantes de badminton no Amapá utilizam apenas duas quadras alugadas, e nem todos podem ou se dispõem a colaborar regularmente com o pagamento dos aluguéis. Seria bom se conseguíssemos junto às Administrações Públicas estadual ou municipal um apoio neste sentido, com a liberação de espaços públicos adequados à prática do esporte, como o ginásio Avertino Ramos, por exemplo. E não foi por falta de pedido que esse apoio efetivo ainda não aconteceu.

A futura criação da Federação de Badminton do Amapá dará ao esporte mais força, e o incentivo público passará a ser mais fácil de se realizar, o que não nos impede de conseguir antes. É o que desejamos, e o que estamos buscando.

17 de agosto de 2009

Galera do Badminton

Alguns praticantes de badminton, em uma quadra particular no bairro do Pacoval.
Da esquerda para a direita: Fágner (Frota), Alfredo, Ivan Daniel, Monnya, Olinto, Pedro e Ivan Felipe.

16 de agosto de 2009

Vídeo - individual (1)

Pedro Ivo e Ivan Felipe jogando uma partida individual (1ª parte).



Local: quadra da Equipe de Badminton Elite.

15 de agosto de 2009

Conheça o Badminton

O Badminton é um esporte individual ou de duplas, semelhante ao Tênis, praticado com raquetes e peteca, existente há mais de 2000 anos. É o segundo esporte mais praticado no mundo, sendo o mais rápido esporte de raquetes, com a peteca alcançando velocidades de até 350 km/h em um "smash".

A peteca oficial de Badminton tem dezesseis penas de ganso, que pesam apenas cinco gramas e geralmente não duram mais que 5 "rallys" por partida. A peteca, para o nível amador, é feita de nylon e geralmente tem uma cor amarelo limão. A rede fica a 1,55 metros do chão nas linhas laterais, e 1,524 no meio.

É normalmente disputado em quadras cobertas, sendo a quadra dividida por uma rede. O objetivo do jogo é, usando a raquete, rebater a peteca sobre a rede para a quadra do adversário, sem deixar a peteca tocar no chão. Aquele que deixar a peteca cair dentro do seu lado da quadra, ou rebater a peteca para fora da quadra, perde a jogada. Se o jogador (ou parceiro) que ganha a jogada for o que a iniciou, então marca-se um ponto e começa uma nova jogada; se não, passa a ser o adversário quem serve, e é esse que ganha o ponto. O primeiro jogador a atingir 21 pontos ganha o "game". O "game" pode chegar no máximo de 30 pontos, caso os jogadores empatem em 20 a 20 o "game" é prolongado para 22 pontos, caso empatem em 21 a 21 o "game é prolongado para 23 pontos e assim até os 30 pontos máximos. O jogo tem duração máxima de três "games", o famoso melhor de três. Existe o intervalo de 2 minutos entre os "games" e o intervalo de 1 minuto quando alcançado os primeiros 11 pontos de um jogador por "game". Ganha quem vencer 2 "games".

Apesar da quadra de Badminton ser menor que uma de Tênis, a distância percorrida por um jogador de Badminton pode ser muito maior. Neste desporto, a força, a velocidade, a agilidade, os reflexos e a resistência são essenciais.

A modalidade é muito popular em países asiáticos, como Paquistão, Índia, China, Indonésia, Tailândia, Malásia e Japão, explicando assim o segundo lugar no ranking dos desportos mais praticados no mundo. Também conta com praticantes na Europa, na Américas do Norte, Central e do Sul.

Fonte: Wikipédia

13 de agosto de 2009