30 de dezembro de 2010

Badminton nas Olimpíadas Escolares de 2011

O Badminton amapaense foi convidado pela Confederação Brasileira de Badminton - CBBd, através de um e-mail da Coordenadora de Desenvolvimento Esportivo, Vera Mastrascusa, ao Prof. Aldir Dantas, a indicar um representante para ser organizador local do projeto de inclusão do badminton nas Olimpíadas Escolares de 2011.

A solicitação para que a CBBd trabalhasse nessa inclusão do badminton nos jogos olímpicos escolares partiu da Federação Mundial de Badminton (BWF) e da Confederação Panamericana de Badminton (PANAM), que, juntamente com o Comitê Olímpico Brasileiro - COB, darão todo o apoio necessário, inclusive com material composto por um kit com raquetes, petecas, rede, postes, linhas, manual, DVD, etc, para distribuição nas escolas, e que será fornecido pela BWF.

O organizador local trabalhará para incluir o badminton nos torneios escolares municipais e estaduais. Nada mais justo este trabalho para inclusão, já que a escola é a base para o primeiro contato com qualquer esporte, e o badminton, sendo esporte olímpico, não poderia deixar de fazer parte das Olimpíadas Escolares.

Quem estará à frente do projeto na CBBd é a própria Coordenadora de Desenvolvimento Esportivo, Vera Mastrascusa, que orientará o trabalho de todos os representantes estaduais. E o Amapá já tem o seu representante: Aldir de Azevedo Dantas; professor de educação física; implantou a prática do badminton no Estado em 2007; criou escolinhas; participou de ações esportivas estaduais com o badminton; organizou o 1º curso de badminton no meio do mundo, com o tema "Aprendendo a Ensinar", ministrado pelo ex-técnico da seleção brasileira de badminton, medalhista no Pan do Rio em 2007, Prof. Luiz de França (que é técnico da PANAM); idealizou o evento 24 horas de esportes de raquetes, onde o badminton foi a única modalidade participante que cumpriu a jornada integralmente; é o único praticante no Amapá que se dispõe a ensinar e treinar voluntariamente qualquer pessoa interessada no badminton.

Vamos torcer para essa iniciativa dar certo. Sucesso à CBBd e a todos os representantes estaduais.

"E tome badminton!"
"Viva o badminton!"

27 de dezembro de 2010

Doação da CBBd

O Amapá é o único Estado da região Norte do Brasil onde há prática do badminton. Aqui é desenvolvido um trabalho sério, apaixonado e totalmente voluntário, que foi iniciado em 2007, e, de lá pra cá, nunca se deixou de acreditar na força que podemos ser se houver incentivo, e ele foi buscado incessantemente pelo Prof. Aldir, em todo lugar onde era possível conseguir, dentro e até fora do país.

Assim como em outros Estados, temos muitos problemas a serem superados, como por exemplo a falta de locais adequados para a prática e treinamento, falta de profissionais capacitados para o ensino, e a falta de pessoas comprometidas com o desenvolvimento técnico do esporte. Este último talvez seja a grande barreira a ser derrubada, e já estamos conseguindo isso trazendo para dentro do badminton os acadêmicos e profissionais da Educação Física amapaense. Mas o nosso principal problema é a necessidade de material para o trabalho das escolinhas e do ensino aberto.

Acreditamos que só a massificação do badminton pode nos tirar da sombra dos esportes tradicionais. É por isso que o trabalho das escolinhas precisa de incentivo. Infelizmente o Poder Público não nos "abraça e acaricia" como o faz com os esportes tradiocais. Por isso, tudo o que acontece para o badminton aqui no Amapá é proveniente de recursos particulares de alguns praticantes, poucas horas livres do trabalho ou estudo, noites em claro, finais de semana e momentos de lazer usurpados do convívio familiar etc.

Esta é a luta que o Prof. Aldir Dantas enfrenta de maneira quase solitária há mais de três anos, da qual eu tenho o maior orgulho de fazer parte há quase dois, contribuindo da forma que eu posso.

Todo este sacrifício é recompensado com pouco reconhecimento ainda, mas que é suficiente pra seguir adiante levantando a bandeira do badminton aqui no "meio do mundo". Também nos sentimos recompensados quando há manifestação de interesse de onde sabemos que pode vir ajuda para o esporte, como instituições privadas de ensino, empresariado, políticos... e agora a Confederação Brasileira de Badminton.

Na semana passada o Prof. Aldir Dantas e eu recebemos um e-mail do Sr. Hilton Fernando, da Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Badminton - CBBd, informando que estaria enviando material para ajudar o Amapá a continuar desenvolvendo o trabalho com o esporte. Poucos dias depois o material chegou, e é com muita alegria que divulgo aqui no blog o interesse da entidade máxima nacional do esporte que escolhemos como favorito em ajudar o badminton amapaense.


É também com a mesma alegria que agradeço à CBBd, em nome de todos os praticantes de badminton no Amapá, pela doação de 10 (dez) raquetes, 2 (dois) tubos de peteca e 1 (uma) rede. Tenham certeza de que muito nos será útil.

Muito obrigado!

25 de dezembro de 2010

Feliz Natal

O blog Badminton no meio do mundo deseja a todos um Feliz Natal.

Paz, Luz, Caridade.

21 de dezembro de 2010

Mais uma noite intensa

Na semana passada fizemos outra noite de bad intenso na quadra do blog Badminton no meio do mundo. Como da primeira vez, convidei dupla certa pra não dar tempo do corpo esfriar do lado de fora da quadra. O resultado tem sido bom, o ritmo do jogo não cai porque forçamos nosso limite, procurando corrigir erros o mais rápido possível pra manter o nível de jogo. Afinal, a peteca não pode cair, não é?

Fiz um vídeo com o celular, só pra registrar a noite. A qualidade não ficou boa, perdoem minha câmera VGA do celular (hehehe...). Quase não se enxerga a peteca, mas dá pra ver um pouco a movimentação em quadra. Estavam jogando Aldir e Saulo contra Pedro e Silvio. Confiram:

video

Um abraço pro Alexandre Adelino e os guerreiros do bad de Maceió-AL.

p.s.: e esta semana já tivemos outra noite de bad intenso... aguardem o registro.

19 de dezembro de 2010

Confraternizações

Atual
Aconteceu na última quarta-feira, 15/12, a confraternização de fim de ano dos praticantes de badminton do Ginásio Poliesportivo Atual. Por motivo familiar não pude ir para registrar o evento, mas se alguém tiver fotos pode me enviar que eu publico aqui.

Paulo Conrado
Será na próxima terça-feira, 21/12, a confraternização de fim de ano dos praticantes de badminton do Centro Didático Estadual Ginásio Paulo Conrado Bezerra. O evento está aberto para todos os praticantes de badminton no Amapá, e aos leitores do blog também, claro. Encontro vocês lá.

17 de dezembro de 2010

15 de dezembro de 2010

Saque: fim de papo

Já há algum tempo me falaram que meu saque era faltoso, e o motivo seria uma leve inclinação do corpo para frente quando o serviço era iniciado. Sempre contestei esta alegação, mas na última segunda-feira falaram pior: que eu faço a "paradinha".

Vendo os últimos vídeos em que eu estou jogando, não consegui identificar "paradinha" no meu saque, mas percebi que demoro um pouco para servir, um pequeno instante logo após o recebedor ficar preparado. Talvez isso dê a falsa impressão de uma paradinha, o que definitivamente não acontece. Meu serviço tem movimento único, sem pausa, conforme pede a regra.

A inclinação pra frente, pode até acontecer, mas do ângulo dos vídeos não deu pra ver. E mesmo que haja uma leve inclinação do meu corpo, o serviço não fica comprometido, uma vez que não tiro nenhum dos pés do chão. Veja o que diz a regra:

Leis do Badminton

9. Serviço

9.1.3 alguma parte de ambos os pés do servidor e do recebedor permanecerá em contato com a superfície da quadra em posição estacionária a partir do início do serviço até o serviço ser feito.

Portanto, minha suposta inclinação não é falta. E sobre a inexistente "paradinha", só para conhecimento e reforço do que já falei sobre esperar o recebedor se preparar e o movimento contínuo do meu saque, vejam o que diz a regra:

9.2 uma vez que os jogadores estiverm prontos para o serviço, o primeiro movimento para a frente da raquete será considerado o início do serviço.

12 de dezembro de 2010

Cordas e cordas

Há alguns dias reuni na quadra da finada Equipe Elite uma turma da pesada no badminton amapaense. Aldir, Augusto, Silvio, Saulo, Pedro e eu. Na verdade, "da pesada" só eu mesmo (hehehehehe...). Bom, o que eu quero dizer é que foi uma noite de bad intenso. O ritmo foi tão forte que teve corda de raquete arrebentando, e quem não aguentou foi tocar outras cordas.

À esquerda: Silvio, Pedro e Aldir. À direita, em pé: eu, Saulo (chamando o Silvio lá atrás), e Augusto. Sentados: Pedro e Aldir, a primeira dupla sertaneja do badminton.

9 de dezembro de 2010

Yonex, finalmente!

A Mundial Importados mais uma vez saiu na frente e presenteou o badminton amapaense com produtos da marca Yonex. Anteriormente a importadora já havia disponibilizado o serviço de encordoamento para raquetes de badminton, e agora oferece produtos de qualidade indiscutível da Yonex. São raquetes, petecas e cordas. Confiram nas fotos:





A Mundial Importados fica na Ruca Cândido Mendes, esquina com a Cora de Carvalho.

7 de dezembro de 2010

Mais uma loja

Macapá já possui outro ponto de venda produtos para badminton. A HC3 Sport começou a vender raquetes Wilson Hyper Titanium, para iniciantes, mas prometem diversificar de acordo com a preferência e necessidades dos praticantes locais. O Prof. Aldir Dantas deu a dica: rede oficial para badminton, tênis para badminton, petecas Yonex Mavis 350... Vamos esperar.

A HC3 Sport fica na Avenida Presidente Vargas, nº 2478, próximo à Rua Santos Dumont, no bairro Santa Rita.

5 de dezembro de 2010

Finais ao vivo

As finais do VI Campeonato Sul-Americano Júnior de Badminton, que está acontecendo desde o dia primeiro de dezembro em Teresina-PI, serão transmitidas ao vivo pela internet no site da TV Meio Norte, do Piauí, dentro de um programa especial sobre badminton.

Quem quiser assistir ao programa com as finais, basta entrar no portal meionorte.com e clicar em assitir ao vivo. A transmissão começa às 10:00h da manhã (11h no horário do Brasília).

Fonte: Confederação Brasileira de Badminton - CBBd

22 de novembro de 2010

Avanço

Estava eu no último sábado fazendo o desjejum na Odete Lima, lendo um jornal oferecido pela casa, quando me deparo com uma nota sobre o badminton no caderno de esportes. Coisa pequena, mas que tem uma grande importância pra quem trabalha pelo crescimento do esporte aqui no Amapá. É bom ver o badminton daqui do meio do mundo ser  lembrado e reconhecido. Vale o registro no blog.

(Imagem capturada com o celular)

A nota é da coluna "Salto Alto", da Cinthya Peixe, no jornal Diário do Amapá de 20/11/2010. Obrigado pelo apoio na divulgação de sempre.

18 de novembro de 2010

Curtinhas II

UNIFAP
O badminton amapaense terá um novo local de prática na capital. O Prof. Aldir Dantas conseguiu as noites de segunda, quarta e sexta, a partir das 21:00h, no ginásio de esportes da Universidade Federal do Amapá. Inicialmente deverá ser feito o reconhecimento do espaço para posteriormente começar a marcação das quadras, o que vai depender do número de redes disponíveis.

Material
Em Macapá podemos comprar alguns modelos de raquetes e um modelo de petecas. Ainda não há rede de badminton à venda nas lojas da cidade. A lista de lojas em Macapá com produtos de badminton está na coluna esquerda do blog.

Raquetes
As raquetes Yonex NanoSpeed 7000, 8000 e 9000, que a 2A Importados comprou na China há 8 meses, não chegaram até agora. Soubemos que havia chegado um contêiner com produtos, mas, segundo o gerente de uma das lojas da importadora, as raquetes não vieram.

Escola
Uma escola particular procurou o Prof. Aldir manifestando interesse em implantar o badminton como opção de atividade esportiva para seus alunos. Um representante da escola encontrará com o Aldir hoje a noite para conversarem sobre o assunto.

11 de novembro de 2010

Um aluno especial

O pequeno Edson Soares de Almeida, 10 anos, conheceu o badminton através da escolinha no Avertino Ramos, onde passou a ser aluno do Prof. Aldir Dantas.

Logo no primeiro contato com o esporte, Edson mostrou desenvoltura e entusiasmo, o que se repetiu nas vezes seguintes.

Edson é deficiente físico, um exemplo de perseverança para todos nós.

video

8 de novembro de 2010

Semi-final do Panamericano

O atleta brasileiro de badminton Hugo Arthuso divulgou em seu canal no YouTube dois vídeos da partida válida pelas semi-finais de duplas masculinas do último Panamericano de Badminton adulto, realizado em Curitiba-PR há três semanas. Arthuso, que no último ranking mundial divulgado pela BWF no dia 04/11 ocupa a posição nº 147, fez dupla com Daniel Paiola, brasileiro melhor colocado no ranking mundial (nº 66), e chegaram às finais da competição vencendo a dupla peruana Rodrigo Pacheco (prata na simples) e Bruno Monteverde por 2-0 (25-23 e 21-19). Assistam:

5 de novembro de 2010

3 de novembro de 2010

10.000

Há pouco mais de uma hora o contador de visitas do blog registrou dez mil acessos, desde agosto de 2009. São mais de 14.600 visualizações de páginas, que espero terem sido satisfatórias para a maioria. Especialmente aos visitantes de Portugal, que diariamente aparecem nos registros de entrada.

Muito obrigado! E tome badminton! Viva o badminton!

2 de novembro de 2010

Monitores da UVA

Prof. Aldir Dantas orientando alunos do curso de Educação Física da Universidade Vale do Acaraú - UVA, em Macapá, para monitoria nas escolinhas de badminton.

30 de outubro de 2010

Mais bad na Tribuna

Na edição que circulou entre os dias 16 a 22 deste mês de outubro, o jornal Tribuna Amapaense mais uma vez destacou o badminton. Vejam a matéria que saiu:

(Clique na imagem para ampliar)

Obrigado ao Reinaldo Coelho, editor de esportes, e ao jornal Tribuna Amapaense, pela grande divulgação que estão dando ao badminton aqui no meio do mundo.

27 de outubro de 2010

Coletânea Blogminton

Fiz uma busca no blog do amigo Ricardo Nagato, o melhor blog brasileiro de badminton, e listei abaixo algumas das últimas postagens, ou informações editadas por mim, que merecem destaque aqui no Badminton no meio do mundo. Os créditos são todos do Blogminton, que eu recomendo a leitura diária.

Reportagem com Daniel Paiola no SporTV

Pouco conhecido no Brasil, badminton pode ter representante do país nas Olimpíadas: 
http://sportv.globo.com/videos/v/pouco-conhecido-no-brasil-badminton-pode-ter-representante-do-pais-nas-olimpiadas/1354349/

Record faz reportagem com dupla brasileira

A Record fez uma reportagem com a dupla mista brasileira Pedro Paulo Araujo / Eva Dialetachi durante o Brazil International 2010, que aconteceu no Club Athletico Paulistano, em São Paulo/SP. Confiram a reportagem que foi ao ar no Jornal da Record:

Soluções criativas para o ensino do badminton

No Portal do Professor, do MEC, é possível encontrar algumas soluções bem criativas, publicadas por professores de Educação Física, para o ensino do badminton. Eles mostram como construir raquete e peteca, usando arame de cabide, meia fina, fita crepe, jornal, entre outros materiais. Bem interessante, principalmente para localidades que não possuem recursos financeiros para comprar o material oficial. Confiram várias aulas publicadas pelos professores:

Panamericano de Badminton

Aconteceu na semana passada em Curitiba-PR o Panamericano adulto de badminton, e o Brasil chegou na final de duplas masculinas! Hugo Arthuso/Daniel Paiola derrotaram os peruanos Bruno Monteverde / Rodigo Pacheco nas semis e enfrentaram os americanos Sameera Gunatileka / Vincent Nguy na final, lutaram bastante, fizeram um jogo de igual para igual, mas foram derrotados por 2-1 (21-19, 19-21, 21-17), ficando com a prata.

Parapanamericano de Parabadminton

Aconteceu também em Curitiba o Parapanamericano de Parabadminton. Confiram todas as informações e o bom resultado do Brasil no blog ParaBadmintonBrasil:

Show brasileiro na Dinamarca

Clique aqui e aqui pra saber como foi a experiência internacional dos atletas Ygor Coelho e Lohaynny Carolynne, da Miratus/RJ, campeões Pan-americanos na categoria Sub-15, em uma competição de alto nível.

24 de outubro de 2010

Artigos sobre preparação física

Há pouco mais de um ano eu fiz uma postagem aqui no blog falando da importância da preparação física para atletas de badminton. Coloquei um link para um artigo sobre o assunto, de autoria dos Preparadores Físicos da Confederação Brasileira de Badminton - CBBd, professores Diego Ide Mascara e João Guilherme Cren Chiminazzo.

Visitando o blog do amigo Ricardo Nagato, o Blogminton, encontrei a indicação para outros dois artigos dos preparadores físicos da CBBd, falando sobre exercícios de Core Training para badminton, uma técnica que deixa os atletas mais ágeis, fortes e menos suscetíveis à lesões. Vale a pena ler os três.



21 de outubro de 2010

Registros

Abaixo estão registrados alguns momentos importantes do Badminton no Amapá. São fotos enviadas pelo Prof. Aldir para publicação no blog.

Bem no começo, quadra da AABB.

Programação esportiva de Verão da Secretaria de Estado do Desporto e Lazer - SEDEL: arenas em praças públicas.

Programação esportiva de Verão da SEDEL: nas ruas.

Programação esportiva de Verão da SEDEL: em calçadão e na lama do Rio Amazonas.

Nesta última imagem não posso deixar de comentar sobre a foto do Badminton sendo jogado no leito do Rio Amazonas, com a maré baixa, claro. Pra quem não é daqui do meio do mundo, em Macapá existe uma prática esportiva constante no solo que fica exposto quando a maré está baixa no Rio Amazonas. Futebol, vôlei, basquete são alguns dos esportes praticados, e o badminton já esteve presente também, como vocês podem ver pela foto, e carinhosamente apelidado de Bad-lama.

19 de outubro de 2010

Certificados

Já estão prontos e disponíveis para entrega os certificados de participação no I Curso de Badminton no Meio do Mundo. O curso, que foi ministrado pelo Mestre Luiz de França, técnico medalhista no Pan do Rio, em 2007, aconteceu nos dias 17 e 18 de abril deste ano, e foi chancelado pela Universidade Federal do Amapá - UNIFAP, sendo sucesso de público e de crítica.

Para receber seus certificados os participantes podem procurar pelo Prof. Aldir toda terça e quinta, das 19:00h às 22:00h, no Ginásio Paulo Conrado.

17 de outubro de 2010

Badminton no Correio do Amapá

Saiu hoje uma matéria sobre badminton no jornal Correio do Amapá. As informações foram tiradas daqui do blog (obrigado) e falam sobre o esporte, como chegou aqui no Amapá, da escolinha do CEPA e do Sul-Americano Júnior em dezembro próximo. Confiram:


Caderno C / Esporte Local 

Prática do Badminton ganha força no Amapá
A peteca oficial de badminton tem dezesseis penas de ganso, que pesam apenas cinco gramas e geralmente não duram mais que 5 “rallys” por partida.
A volante, como é chamada a peteca, para o nível amador, é feita de Nylon e geralmente tem uma cor amarelo limão. A rede fica a 1,55 metros do chão.
É normalmente disputado em quadras cobertas, sendo a quadra dividida por uma rede. O objetivo do jogo é, usando a raquete, rebater a volante sobre a rede para a quadra do adversário, sem deixar a peteca tocar no chão.
Aquele que deixar a volante cair dentro do seu lado da quadra, ou rebater a volante para fora da quadra, perde a jogada. Se o jogador que ganha a jogada foi o que a iniciou, então é marcado um ponto, e começa uma nova jogada; se não, passa a ser o adversário quem serve, e é esse que ganha o ponto, (igual as atuais regras do voleibol, onde os pontos são corridos).
O primeiro jogador a atingir 21 pontos ganha o jogo. O “game” pode chegar no máximo até 30 pontos, caso os jogadores empatem em 20 a 20, o jogo é prolongado para 22 pontos, e caso empatem em 21 a 21, o jogo é prolongado para 23 pontos e assim até os 30 pontos máximos. O jogo tem duração máxima de três “games”, o famoso melhor de três. Existe o intervalo de 2 minutos entre os jogos e o intervalo de 1 minuto quando alcançado os primeiros 11 pontos de um jogador por “game”. Ganha quem vencer 2 jogos.

Amapá
No Amapá o piauiense e professor de educação física, Aldir Dantas, tomou a iniciativa de implantar o esporte em Macapá, após muita articulação através do site da Confederação Brasileira de Badminton (CBBD). O Professor Aldir fez visita em Campinas/SP onde acompanhou de perto o 1° Torneio da Febasp de Badminton e conheceu um pouco mais a modalidade.

Escolinha
Aldir Dantas, ativou a escolinha de badminton no Centro de Ensino Profissionalizante do Amapá, Cepa, atendendo atualmente crianças e adolescentes de 7 a 15 anos de idade que estudam na rede pública de ensino.  A escolinha funciona nos dias e horários definidos: às quartas, das 10h às 12h, e nas sextas, das 15h às 17h.
 
Competição
A cidade de Teresina-PI, será a sede do Campeonato Sul-americano da categoria júnior de badminton. O torneio acontecerá em dezembro, entre os dias 1º e 5, para atletas do Sub-11 ao Sub-19. O Piauí é o Estado que possui o maior número de escolinhas de badminton no Brasil (15 no total), e terá 10 atletas na seleção brasileira.

15 de outubro de 2010

13 de outubro de 2010

Sul-Americano Júnior no Piauí

A cidade natal do Prof. Aldir Dantas, Teresina-PI, será a sede do próximo campeonato Sul-Americano da categoria júnior de badminton.

O torneio acontecerá em dezembro, entre os dias 1º e 5, para atletas do Sub-11 ao Sub-19.

O Piauí é o Estado que possui o maior número de escolinhas de badminton no Brasil (15 no total), e terá 10 atletas na seleção brasileira que disputará a competição, segundo o portal de notícias da TV Cidade Verde.

10 de outubro de 2010

Escolinha do CEPA

O Prof. Aldir informou ao blog que conseguiu reativar a escolinha que funcionava no Centro de Ensino Profissionalizante do Amapá - CEPA, atendendo crianças e adolescentes de 7 à 15 anos de idade que estudam na rede pública. E já tem dias e horários definidos: quarta, de 10 às 12h, e sexta, de 15 às 17h.


Há pouco mais de um ano fiz uma postagem aqui no blog falando do retorno das atividades da escolinha no CEPA (clique aqui para ver), mas infelizmente ela teve que parar pouco tempo depois, em virtude de um momento muito especial na vida do Aldir, que foi o nascimento do seu primeiro filho. Essa volta é muito merecida. Parabéns pelo empenho, Aldir.

A quadra do CEPA foi o local onde o meu irmão Pedro Ivo e eu conhecemos o Aldir, durante uma aula da escolinha. Chegamos lá pra falar com o cara que trouxe o badminton pro Amapá, estávamos começando a praticar o esporte, havia dois meses apenas, e ele nos recebeu bem, falou do seu trabalho, e vimos um pouco da aula. Depois disso, já nos jogou na "fogueira", colocando a gente pra jogar contra alunos dele que já praticavam há algum tempo, e que o acompanhavam até na escolinha. Entrei na quadra, ganhei o primeiro game, perdi o segundo e o terceiro. Cansei porque nunca havia jogado uma partida individual. Depois o Pedro entrou e ganhou por 2-0. Aí aconteceu o que vocês vão ver no vídeo abaixo:

video

O Aldir entrou em quadra contra o Pedro e ganhou, claro. Registrei com o celular, ficou ruim demais a definição, mas era o que eu tinha na hora. Pena não ter levado uma máquina fotográfica. O Pedro pediu pra eu nunca divulgar esse vídeo, ele estava começando ainda, não jogava nada, mas acredito que o momento é de grande alegria, então vale a pena mostrar esse registro histórico do primeiro encontro entre o cara que iniciou o badminton no Amapá e o cara que está tentando inciar em Manaus, no Amazonas.

Então, caros amigos, mais um grande serviço VOLUNTÁRIO aqui no meio do mundo à disposição do badminton:

Escolinha de Badminton no CEPA
Para crianças e adolescentes de 7 a 15 anos, da rede pública de ensino.
Quarta-feira, das 10:00h às 12:00h
Sexta-feira, das 15:00h às 17:00h

Quem puder e quiser ajudar o Prof. Aldir, com raquetes, petecas, redes... todo material, mesmo usado, será bem-vindo. Outros tipos de ajuda também serão bem-vindos. O e-mail de contato é aldir51@hotmail.com. O telefone é (96) 8122-3663.

8 de outubro de 2010

O Amapá pede mudanças

O blog MUDA BADMINTON, do atleta Luis Cereda, atual nº 1 no ranking nacional, é um espaço democrático para o debate crítico sobre a forma como o nosso esporte é administrado no Brasil. Não se trata de puro ataque à atual gestão da CBBd, mas sim de um canal onde se pode cobrar abertamente soluções para problemas evidentes que o badminton enfrenta, e, principalmente, conseguir respostas.

Na semana passada uma postagem com um comentário/relato do Prof. Aldir Dantas sobre a dificuldade de apoio mínimo, com material usado mesmo, junto à Confederação Brasileira de Badminton, foi bastante comentada. Várias pessoas ligadas ao badminton deixaram recados de incentivo, se mostrando indignadas e solidárias com a luta do Aldir.

Para ler a postagem e os diversos comentários clique aqui.

6 de outubro de 2010

XXV Brazil International Badminton Cup - 2010

Vai começar amanhã, dia 7 de outubro, e vai até o dia 10, o Torneio Internacional de Badminton do Brasil. Há 25 anos que o Brasil recebe uma etapa desta competição, e tradicionalmente acontece no Clube Atlhetico Paulistano, em São Paulo.

O torneio, organizado pela CBBd, ganhou status de International Challenge, e vai pagar U$ 15.000,00 (quinze mil dólares) de premiação, além de somar pontos importantes para o ranking mundial.

Atletas de vários países estarão aqui para a competição, sendo uma ótima oportunidade para assistir a jogos de nível internacional. Quem puder ir não perca essa oportunidade.

As informações são do blog da Fast Play Eventos Esportivos, de São Paulo.

5 de outubro de 2010

Badminton no Globo Esporte

Matéria divertida que passou hoje no Globo Esporte nacional com o CT da Miratus, no Rio de Janeiro.

video

4 de outubro de 2010

Alguns agradecimentos

Caros leitores desse blog, é preciso que façamos alguns agradecimentos aqui pela divulgação do nosso último evento, o I Encontro de Raquetes. Neste sentido, vou listar abaixo os sites, blogs, jornais, TVs, que noticiaram as 24 horas de esportes de raquetes: 

Jornal do Dia

TV Amapá (Globo)
Já mencionada em duas postagens no blog (aqui e aqui)

Blogminton - do ex-presidente da Federação de Badminton do Estado do Rio de Janeiro - FEBARJ

Confederação Brasileira de Badminton - CBBd
Já mencionada em outra postagem no blog.

Diário do Amapá
Também já mencionado em outra postagem.

ASBAGDI - Associação de Badminton do Grande Dirceu - Teresina-PI

Tênis Macapá

TV Marco Zero (Record)
Exibiu matéria com imagens do evento em sua programação jornalística.

Muito obrigado!

(Se eu deixei de citar algum outro veículo de comunicação que tenha divulgado também, por favor me avisem para que eu inclua na postagem.)

27 de setembro de 2010

I Encontro de Raquetes

Terminou, no começo da noite de ontem, domingo, o I Encontro de Raquetes. Foram 24 horas direto, sem parar, uma jornada dura, difícil de se aguentar. O evento que começou na noite do último sábado reuniu praticantes "guerreiros" de tênis de quadra, tênis de mesa e, claro, de badminton.

À esquerda, Prof. Aldir Dantas fazendo a abertura do evento. À direita, a hora dos hinos Nacional e do Amapá.

O evento foi um sucesso. Dentro do ginásio, tênis de mesa e badminton. Na área externa, o tênis de quadra.

À esquerda, o badminton começando. À direita, o Prof. Aldir Dantas dando algumas instruções para iniciantes.

Vou ficar devendo uma foto da quadra do tênis no evento, não achei um ângulo bom pra fotografar de noite depois da abertura. Se alguém tiver pode mandar que eu incluo na postagem. Ou então vou esperar que o blog dos tenistas de macapá divulgue alguma.

No badminton tivemos a presença de alguns praticantes antigos, com os quais podemos contar, mas destacamos a participação dos praticantes mais recentes. "Os novatos tiveram um papel importantíssimo, foram eles que aguentaram os piores horários, quando não tinha ninguém pra assistir, no meio do madrugada", falou aos blog o Prof. Aldir. "Obrigado a todos", finalizou.

24 de setembro de 2010

1º Encontro de Esportes com Raquete

CBBd
O site da Confederação Brasileira de Badminton - CBBd - noticiou as 24 horas de esportes de raquete que acontecerão neste final de semana aqui em Macapá. Destacando o badminton no evento, a nota falou do trabalho realizado pelo Prof. Aldir Dantas e sua equipe (ôpa! tô dentro! rsrs...) para transformar o esporte numa realidade no Amapá. Também citou o blog Badminton no meio do mundo (obrigado!) e a comunidade no orkut. Para ler a notícia clique aqui.

Diário do Amapá
Nota que saiu na página de esportes do jornal Diário do Amapá sobre o evento:
Cinthya Peixe - Salto Alto
Vinte e quatro horas de esportes de raquete acontecerá em Macapá. Evento ocorrerá nos dias 25 e 26 no ginásio Avertino Ramos. Participam praticantes de tênis de quadra, tênis de mesa e badminton. Entrada é franca.

Globo Esporte
Outra vez foi noticiado no Globo Esporte local o 1º Encontro de Esportes com Raquete. Vejam o que passou e eu filmei com o celular (desculpem a péssima qualidade do vídeo e do áudio, mas era o que eu podia fazer na hora... rsrsrs).

video

20 de setembro de 2010

24 horas de Esportes de Raquete

Foi noticiado hoje no Globo Esporte local uma jornada de 24 horas de prática de esportes de raquete que acontecerá em Macapá, nas dependências do complexo esportivo do Ginásio Avertino Ramos, nos dias 25 e 26 de setembro. Tênis de quadra, tênis de mesa e BADMINTON serão as modalidades participantes do 1º Encontro de Raquetes.

Não assisti à matéria, fui informado pelo Prof. Aldir, que me ligou quando a reportagem foi ao ar. Também fui informado pelo Aldir que a iniciativa da jornada foi creditada ao pessoal do tênis de quadra, o que precisa ser corrigido pelo menos aqui no blog. Em abril deste ano falei das 27 horas de badminton em Imperatriz-MA, e o Aldir já tinha manifestado interesse de fazer algo semelhante aqui em Macapá. Foi ele quem levou a idéia lá pro complexo esportivo do Avertino Ramos, onde funciona a Secretaria de Estado do Desporto e Lazer - SEDEL.

Feito esse esclarecimento, convido toda a população amapaense a prestigiar o evento, e principalmente todos os praticantes de badminton a divulgarem e se fazerem presentes na jornada. Vamos mostrar que o badminton no Amapá é uma realidade que tem força e que cresce a cada dia.

Serviço: 1º Encontro de Raquetes

Local: Complexo Esportivo do Ginásio Avertino Ramos 

Data: 25 e 26 de setembro de 2010 

Horário: 19:00h do dia 25/09 até 19:00h do dia 26/09/2010 

Entrada Franca! 

Informações no local do evento.

16 de setembro de 2010

Links de vídeos

Recentemente tivemos dois momentos importantes pro badminton brasileiro em competições internacioais. O primeiro deles foi a final de simples masculino no último Sul-Americano, onde os brasileiros Daniel Paiola e Hugo Arthuso se enfrentaram e fizeram uma dobradinha verde e amarelo no pódio. Paiola ficou com o ouro e Arthuso com a prata. Vale a pena assistir aos vídeos:


O segundo momento importante que eu destaco aqui foi a primeira participação de um brasileiro no mundial de badminton, onde nosso representante, Daniel Paiola, enfrentou a lenda Peter Gade logo na primeira rodada. Paiola fez boas jogadas, mas não resistiu ao jogo do experiente dinamarquês, atual nº 2 do mundo. Vale muito a pena assistir aos vídeos:

7 de setembro de 2010

4 de setembro de 2010

Escolinha na mídia

O jornal Tribuna Amapaense dedicou quase uma página inteira ao badminton no seu caderno de esportes dessa semana. O tema foi a escolinha no Ginásio Avertino Ramos. Confiram a ótima matéria de Reinaldo Coelho:

(Clique na imagem para ampliar)

Valeu Reinaldo! Muito obrigado.

1 de setembro de 2010

Paulo Conrado

Noite de quinta-feira, dia de treino no Ginásio Paulo Conrado, badmaníacos em quadra...



Petecas engatando nas tabelas de basquete, e o Prof. Aldir subindo pra pegar. Tudo normal...



A não ser pela presença de Ricardo Klöppel, ex-atleta de badminton.


26 de agosto de 2010

Agradecimento

O blog Badminton no meio do mundo, representando todos os praticantes de badminton do Amapá, agradece a grande divulgação que o jornal Tribuna Amapaense, através de sua Editoria de Esporte, tem dado ao badminton no Amapá.
O editor Reinaldo Coelho, em e-mail enviado ao Prof. Aldir, parabeniza pelo esforço para implantação da modalidade no Estado, principalmente com o trabalho da escolinha, que além de massificar o esporte, dá oportunidade aos jovens e condições de escolha na prática de um esporte.
Em breve serão publicadas aqui no blog as matérias que o jornal Tribuna Amapaense fez com o badminton, e que infelizmente passaram despercebidas e não noticiamos.

20 de agosto de 2010

Curtinhas

Ex-atleta em Macapá
Há um mês o Prof. Aldir recebeu uma visita especial no Ginásio Paulo Conrado. Ricardo Klöppel, ex-atleta ranqueado na CBBd, com participação em Jogos Pan-Americanos, está em Macapá a trabalho e soube da prática do badminton na cidade. Mesmo parado há três anos, Ricardo entrou em quadra para matar a saudade, mas acabou machucando o joelho e "foi pro estaleiro". Torcemos por melhoras, e que volte a nos visitar em breve.

1 ano
Na última sexta-feira, 13 de agosto, este blog completou 1 ano de existência. Foram mais de 7.600 acessos, o que dá uma média de 20 visitantes por dia, a maioria de outros estados brasileiros e até do exterior, principalmente de Portugal. Muito obrigado!

Encordoamento
No sábado passado levei uma das minhas raquetes pra trocar o encordoamento e o Carlos fez um excelente trabalho novamente. Infelizmente a loja ainda não está disponibilizando corda para badminton, mas a gente pode continuar comprando pela internet que eles só cobram pelo serviço. A Mundial Importados fica na Cândido Mendes, Centro.

Escolinha no Globo Esporte
Também no sábado passado foi ao ar no Globo Esporte local uma matéria sobre a criação da escolinha de badminton no Ginásio Avertino Ramos. Entrevistaram o Prof. Aldir, e ele deu todas as informações sobre a escolinha e sobre a prática do badminton no Amapá, mas a edição não foi muito feliz, cortaram demais. As imagens utilizadas dessa vez foram da antiga quadra do CEPA, onde por um tempo funcionou uma escolinha para crianças da rede pública, mantida pelo Aldir.

Singapura 2010
Ontem pela tarde a Rede Record reprisou as finais de simples do badminton nos Jogos Olímpicos da Juventude, que estão acontecendo em Singapura. As partidas pelo ouro ocorreram pela manhã, no nosso fuso horário, e o resultado ficou assim: no masculino, ouro para o tailandês Pisit Poodchalat, e prata para o indiano Prannoy Haseena Sunil Kumar; no feminino, ouro para a tailandesa Sapsiree Taerattanachai e prata para a chinesa Xuan Deng. O Brasil não levou representantes no badminton.

França internacional
O mestre Luiz de França mandou notícias acessando o blog direto da República Dominicana. No domingo ele segue para El Salvador e depois Costa Rica, para um programa de desenvolvimento da Confederação Panamericana de Badminton. Em seu perfil no orkut ele diz: El Bádminton és un barco y nosotros los remadores. VIVA EL BÁDMINTON!

Daniel Paiola
O Portal Terra destaca a participação de Daniel Paiola no Mundial de Badminton, que acontecerá em Paris, França, de 23 a 29 de agosto. Ele é o primeiro brasileiro que disputará o Mundial em simples masculino. Na partida de estreia ele enfrentará uma lenda no esporte, o dinamarquês Peter Gade.

Outras lojas
Recebi a informação de que outras lojas em Macapá estão vendendo raquetes de badminton. O modelo é o mesmo, Wilson Hyper Titanium, para iniciantes. As lojas são a 2A Importados, e a Sapataria Show. Verifiquei na 2A e um funcionário me disse que já venderam as unidades que tinham, e na Sapataria Show ainda falta confirmar. Aos poucos o badminton vai ganhando espaço e visibilidade aqui no meio do mundo.
(Atualizado em 21/08/2010)
O Prof. Aldir confirmou na Sapataria Show, e conversou com o pessoal da loja sobre o mercado consumidor do badminton aqui em Macapá. Eles gostaram do que ouviram e prometeram ampliar a oferta e variedade de produtos, inclusive trazendo da marca Yonex (petecas por favor!).

2A Importados
Cadê as raquetes Yonex NanoSpeed 7000, 8000 e 9000? Estamos aguardando.

18 de agosto de 2010

Badminton no SporTVNews

Encontrei no Blogminton um link pro vídeo da matéria que passou na TV fechada com o Centro de Treinamento Miratus, na comunidade da Chacrinha, zona oeste do Rio de Janeiro, onde foi divulgada uma parceria do Ministério dos Esportes com o excelente e vencedor projeto do Téc. Sebastião Oliveira.

15 de agosto de 2010

Dica do França - Corda

Na postagem sobre o primeiro encordoamento em Macapá, nosso mestre Luiz de França deixou um comentário falando da corda utilizada, uma tripa sintética 0.66 mm Premium Tour da Toalson, e eu pensei que poderia explorar mais esse assunto, já que aqui em Macapá ninguém tem conhecimento de cordas e precisamos saber qual tipo escolher a partir de agora.

Neste sentido, pedi pro amigo França indicar algumas cordas e ele prontamente enviou a dica tanto pra mim quanto pro Aldir. Juntei o que ele mandou pra gente e agora publico aqui no blog pra todos saberem:

"Essa corda da Toalson é muito boa, já encordoei com ela e gostei bastante. Contudo é uma corda muito fina, precisa, por isso dura pouco. Cordas de 0.66 mm para mim têm durado cerca de 3 semanas.

Para quem não se incomodar em trocar constantemente é uma boa pedida, já quem procura cordas mais resistentes indicaria cordas com mais de 0.68 mm, como a famosa BG 65 da Yonex. A BG 65 é a mais tradicional e vai atender bem os iniciantes. Tem 0.70 mm.

As que gosto mais são BG 80, Toalson 0.66 mm, Gosen 0.66mm, Ashaway com 0.68 mm. Eu gosto das cordas com espessura de 0.68 mm ou inferior, porém quanto mais finas, menos duráveis.

Abaixo te mando um link com várias opções de cordas.

Abraço e VIVA O BADMINTON!"

(Luiz de França)

12 de agosto de 2010

Ótimo artigo sobre o badminton no Brasil

Encontrei no Blogminton uma dica de leitura muito boa. Vale a pena ler.

O Badminton do Brasil

por Alberto Murray*

O Badminton é um esporte amplamente divulgado nos Países do oriente. Eu gosto jogo. Quando bem jogado, é rápido, movimentado, que exige muito dos Atletas. No Brasil esta modalidade sofre com a falta de dinheiro, a exemplo do que ocorre com todas as Confederações chamadas de “pequenas”.

Desde que o Rio ganhou o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2.016, esperava-se, de imediato, maior atenção aos esportes carentes. Mas até agora não houve nenhum movimento nesse sentido. A patota olímpica e o governo só falam em obras, construções e deixam de lado o Atleta.

No caso específico do Badminton, há um Atleta de Campinas, de 20 anos, Daniel Paiola, que poder ser uma esperança. Exclusivamente por seu esforço pessoal enorme, ele está em 66º lugar do ranking mundial da Federação Mundial de Badminton (BWF), na categoria simples masculino. Para um País cujas autoridades olímpicas não dão qualquer apoio a essa modalidade, a posição do Atleta Daniel Paiola no ranking internacional é muito boa. Com isso, Daniel conseguiu classificação para o campeonato mundial na França, que será neste mês de agosto. Novamente, grande feito. A luta maior do Daniel é conseguir classificação para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2.012. Se seguir obtendo esses resultados, há boas chances de conseguir representar o Brasil na Olimpíada londrina.

Mas é a histíoria de sempre. Não há auxílio, não há incentivo, não há nada. Daniel é ajudado por uma empresa alemã, chamada Victor (que não está no Brasil), a qual lhe dá material esportivo, raquetes, agasalhos e outros. O dinheiro ele tira do bolso da própria família. A Confederação Brasileira de Badminton, na sua pobreza, ajuda como pode, com passagens, ou hotéis.

Ora bolas, eu sempre critiquei a política de distribuição de verba pública feita pelo Comitê Olímpico Brasileiro (“COB”). De acordo com as regras impostas pelo COB goela abaixo das Confederações, as que já são ricas ficam cada vez mais ricas. E as que são pobres, seguem no mesmo lugar, ou ainda mais pobres.

Já está mais do que na hora de o Ministério do Esporte e o Comitê Olímpico Brasileiro darem mais atenção a esses esportes que eles mesmos consideram “menores”. Senão a cada quatro anos, vão continuar levando pauladas pelos resultados pífios que o Brasil alcança, sem que revelem qualquer avanço que demonstre o tal “salto de qualidade”.

Boa sorte ao Daniel Paiola. Não é fácil ser Atleta no Brasil.

Nota Adicional: O Presidente da Confederação Brasileira de Badminton, Celso Wolf, pede-me para noticiar que o Comitê Olímpico Brasileiro (“COB”) está ajudando o Atleta Daniel Paiola. Ele irá competir e treinar na Dinarmarca com o dinheiro que o COB recebe da Lei Piva. E que, recentemente, o Ministério do Esporte passou também a judar o Atleta. Antes tarde do que nunca.

Claro que essa ajuda é boa. Mas é pouco. Na Minha opinião, o que o Badminton — e as Confederações menores — precisam não de esmola. Deveriam ajudá-las a desenvolver programa de massificação desses esportes. Discordo da forma como o COB distribui o dinheiro público que recebe do Governo.


Fonte: http://albertomurray.wordpress.com/2010/08/05/o-badminton-do-brasil


* Alberto Murray é Advogado, membro e grande crítico do Comitê Olímpico Brasileiro - COB, e da forma como o esporte é tratado no Brasil.


---------------------------------------------------

NOTA DO BLOG: vale a pena também entrar no link acima para ler o comentário feito pelo Ricardo Nagato, poster do Blogminton.

10 de agosto de 2010

Escolinha foi noticiada

Saiu no jornal Diário do Amapá, na coluna esportiva da jornalista Cinthya Peixe, uma nota sobre a criação da escolinha de badminton no Avertino Ramos.



Cinthya Peixe - Salto Alto

Escolinha de Badminton será implantada no ginásio Avertino Ramos. As matriculas podem ser feitas no próximo ginásio. As aulas serão destinadas a crianças a partir de 7 anos, e adolescentes de até 15 anos. A escolinha funcionará segunda e quarta-feira.

--------------------------------------------------
Só lembrando que essa idade máxima aumentou para 17 anos (vide atualização do post anterior).

6 de agosto de 2010

Novidade boa!

Na última terça-feira recebi um telefonema do Prof. Aldir Dantas que me contou uma grande novidade: vai começar a Escolinha de Badminton no Ginásio Avertino Ramos. Ele tinha acabado de fechar os horários com a Secretaria Estadual do Desporto e Lazer - SEDEL, que administra o centro didático.

Serviço:
Escolinha de Badminton
Local:
Avertino Ramos
Dias/Horários:
Segunda de 10:00 às 12:00h e Quarta de 16:00 às 17:00h
Documentos Necessários:
01 - Pasta tipo classificador
02 - Fotos 3x4
Declaração escolar
Fotocópia do Registro de Nascimento
Comprovante de residência


As matrículas podem ser feitas no próprio Avertino Ramos, na sala da SEDEL. O público alvo inicial são crianças a partir de 8 anos de idade, e adolescentes de até 15 anos.
---------------------------------------------------------
Atualização em 10/08/2010 às 14:01h
O professor Aldir me informou ontem que a idade máxima para inscrição na escolinha subiu para 17 anos.

4 de agosto de 2010

Raquetes Wilson em Macapá

A loja Dele & Dela, em frente à praça Veiga Cabral, está vendendo raquetes de badminton da marca Wilson. São dois produtos diferentes: tem kit iniciante para lazer com duas raquetes em alumínio + duas petecas de nylon + bolsa, a R$ 106,00; e tem também raquetes individuais para iniciantes que já estão praticando, modelo Hyper Titanium X2, a R$ 56,00. Pagamento à vista tem 10% de desconto.


1 de agosto de 2010

Bad até o fim

Isso foi o que sobrou de mim na noite de ontem, sábado.



Valeu Thiago, Marcos e Alfredo, que vieram bater essa peteca!

28 de julho de 2010

Vídeo - duplas (19)

Ivan Daniel e Pedro Ivo x Wlad e Anderson "Wolverine" (continuação)



Local: quadra particular.

25 de julho de 2010

"Brincando de fazer exercício"

Encontrei no Blogminton, do amigo Nagato, o link para uma matéria sobre os benefícios da prática do badminton que saiu no jornal O Diário do Norte do Paraná. Vejam o texto:

Brincando de fazer exercício
Juliana Daibert

O badminton, esporte olímpico capaz de dar um basta nos quilinhos extras de uma maneira divertida, está conquistando adeptos em Maringá.

Mistura de tênis com vôlei, na definição do professor de educação física Fábio Milani, o badminton só precisa de uma raquete e uma peteca, que faz às vezes de bola.

Como ocorre no tênis, os jogadores (em dupla ou solo) utilizam a raquete para enviar a peteca para o outro lado da quadra que, a exemplo do vôlei, não pode cair no chão.

Nos jogos profissionais, a peteca pode passar sobre a rede de 1,55 metro a 300 km/h. E aí dá-lhe correr para evitar a perda de ponto.

De acordo com Milani, uma hora de partida pode eliminar entre 600 e 700 calorias, além de melhorar a condição cardiorespiratória, a agilidade, o reflexo e a resistência dos membros inferiores.

Na academia onde dá aulas de badminton e squash, o professor diz que os praticantes de musculação recorrem ao jogo como aquecimento.

De acordo com Milani, uma hora de partida pode eliminar entre 600 e 700 calorias, além de melhorar a condição cardiorespiratória, a agilidade, o reflexo e a resistência dos membros inferiores.

Na academia onde dá aulas de badminton e squash, o professor diz que os praticantes de musculação recorrem ao jogo como aquecimento.

"O badminton é contagiante, divertido e gostoso de jogar, mas ainda carecemos de professores especializados".

O badminton nasceu na Índia com o nome de "poona". Oficiais ingleses a serviço neste país gostaram do jogo e levaram-no para a Europa.

O "poona" passou a ser chamado pelo nome inglês quando, por volta de 1870, uma nova versão do esporte foi jogada na propriedade de Badminton, em Gloucestershire, Inglaterra.

Após a estreia do esporte nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992, o esporte ganhou projeção mundial.

Competitivo
Anualmente, a Badminton World Federation (BWF) promove os campeonatos mundiais do esporte.

Fonte: http://odiario.com/saude/noticia/319169/brincando-de-fazer-exercicio.html