30 de dezembro de 2010

Badminton nas Olimpíadas Escolares de 2011

O Badminton amapaense foi convidado pela Confederação Brasileira de Badminton - CBBd, através de um e-mail da Coordenadora de Desenvolvimento Esportivo, Vera Mastrascusa, ao Prof. Aldir Dantas, a indicar um representante para ser organizador local do projeto de inclusão do badminton nas Olimpíadas Escolares de 2011.

A solicitação para que a CBBd trabalhasse nessa inclusão do badminton nos jogos olímpicos escolares partiu da Federação Mundial de Badminton (BWF) e da Confederação Panamericana de Badminton (PANAM), que, juntamente com o Comitê Olímpico Brasileiro - COB, darão todo o apoio necessário, inclusive com material composto por um kit com raquetes, petecas, rede, postes, linhas, manual, DVD, etc, para distribuição nas escolas, e que será fornecido pela BWF.

O organizador local trabalhará para incluir o badminton nos torneios escolares municipais e estaduais. Nada mais justo este trabalho para inclusão, já que a escola é a base para o primeiro contato com qualquer esporte, e o badminton, sendo esporte olímpico, não poderia deixar de fazer parte das Olimpíadas Escolares.

Quem estará à frente do projeto na CBBd é a própria Coordenadora de Desenvolvimento Esportivo, Vera Mastrascusa, que orientará o trabalho de todos os representantes estaduais. E o Amapá já tem o seu representante: Aldir de Azevedo Dantas; professor de educação física; implantou a prática do badminton no Estado em 2007; criou escolinhas; participou de ações esportivas estaduais com o badminton; organizou o 1º curso de badminton no meio do mundo, com o tema "Aprendendo a Ensinar", ministrado pelo ex-técnico da seleção brasileira de badminton, medalhista no Pan do Rio em 2007, Prof. Luiz de França (que é técnico da PANAM); idealizou o evento 24 horas de esportes de raquetes, onde o badminton foi a única modalidade participante que cumpriu a jornada integralmente; é o único praticante no Amapá que se dispõe a ensinar e treinar voluntariamente qualquer pessoa interessada no badminton.

Vamos torcer para essa iniciativa dar certo. Sucesso à CBBd e a todos os representantes estaduais.

"E tome badminton!"
"Viva o badminton!"
Postar um comentário