30 de abril de 2010

Luiz de França no meio do mundo

Durante os dois dias de curso aqui em Macapá, o Téc. Luiz de França pode conhecer alguns pontos turísticos da cidade. Um deles não poderia faltar: o monumento Marco Zero do Equador.



Trata-se do local onde a Linha do Equador passa em Macapá, aquela linha imaginária que divide o planeta em dois hemisférios, Norte e Sul. Pois bem, o Prof. Aldir Dantas, aproveitando um intervalo do curso, levou o França pra conhecer o empreendimento turístico, e não ficando satisfeito, ainda teve a genial ideia de jogar badminton sobre a linha. Foi literalmente um badminton no meio do mundo! A peteca era batida de um hemisfério e rebatida do outro. Sensacional! Em breve publicarei um vídeo desse momento histórico.


(À esquerda, no hemisfério Sul. À direita, no hemisfério Norte)





Pra finalizar, canta um poeta amapaense que aqui em Macapá moramos "na esquina do rio mais belo com a linha do Equador". Como o França já tinha conhecido o Marco Zero, faltava ver a imensidão que é o nosso rio-mar Amazonas. Aproveitando a proximidade, também foram ver a Fortaleza de São José de Macapá, a maior e mais importante fortificação da Amazônia no período colonial português.


(Augusto, França e Aldir, na orla do Rio Amazonas, e em frente à Fortaleza de São José de Macapá)

O tempo era curto e as belezas do nosso Estado são enormes. Espero que o agora amigo Luiz de França tenha gostado do que viu... E que venha mais vezes.
Postar um comentário